Profissões do futuro e seus salários

Profissões do futuro: conheça o top 10 e seus salários

Tempo estimado de leitura: 9 minutos

O mundo está cada vez mais tecnológico. Com isso, observamos uma revolução no mercado de trabalho. À medida que a automação, a Inteligência Artificial (IA) e a digitalização ganham espaço, surgem novas profissões e demandas por habilidades para acompanhar o ritmo das mudanças.

Se você tem interesse em conhecer as principais profissões do futuro, este conteúdo é para você! A seguir, explicaremos o que é significa o conceito, mostraremos exemplos dos profissionais que serão mais demandados nos próximos anos, as atribuições e habilidades exigidas pelo mercado e o que é necessário para conquistar uma oportunidade.

Continue lendo para saber tudo sobre o assunto e prepare-se para esse cenário em evolução. 

O que são profissões do futuro?

Para entender as profissões do futuro, pense na geração dos seus avós. Será que, algum dia, eles imaginaram a profissão de influencer? Ou que seus netos ganhariam dinheiro com jogos de videogame? 

As profissões do futuro são respostas às demandas emergentes da sociedade e às mudanças tecnológicas. Ou seja, elas acompanham as transformações culturais e, por isso, são dinâmicas: a cada época pode surgir algo novo. 

Um estudo recente, divulgado pelo Fórum Econômico Mundial, abordou as perspectivas para o mercado de trabalho nos próximos anos. De acordo com o relatório, a demanda por mão de obra não permanecerá estática. Veremos atualizações acarretadas pelas transformações geopolíticas e econômicas decorrentes das experiências dos últimos anos, incluindo, a pandemia da Covid-19.

As conclusões do Fórum Econômico Mundial destacam que as ocupações com maior projeção de crescimento são das áreas de tecnologia, digitalização e sustentabilidade

Quer conhecer quais são as profissões do futuro? A seguir, listamos cada uma delas, detalhando as atribuições, as habilidades necessárias e, também, a estimativa de remuneração. Não deixe de conferir!

Homem e mulher olhando para telas com várias profissões do futuro

Programador no-code

Com a crescente acessibilidade das soluções tecnológicas, os programadores no-code se sobressaem ao criar aplicativos e soluções sem a necessidade de codificação complexa. Isso não apenas simplifica o processo de desenvolvimento, como também democratiza o acesso à tecnologia, permitindo que diversos profissionais participem da criação de soluções digitais.

O papel dos programadores no-code não exige proficiência em linguagens de programação convencionais, mas ainda demanda uma série de habilidades e conhecimentos específicos. Então vale a pena investir em cursos para criar e-commerces e apps, além de ter domínio nas plataformas específicas. 

De acordo com a pesquisa salarial realizada pelo Código Fonte TV, o salário médio de um desenvolvedor no-code é de R$8.052,09.

Analista de qualidade

Esse profissional terá a responsabilidade de garantir a qualidade e a eficiência dos produtos e serviços das empresas. Com a crescente valorização da experiência do cliente, os analistas de qualidade desempenham um papel crucial na identificação e resolução de problemas, garantindo a satisfação dos consumidores.

Para atender às demandas da área, é preciso investir em uma formação acadêmica em áreas como:

  • Engenharia de Produção
  • Engenharia Industrial
  • Administração
  • Tecnologia da Qualidade
  • Ciência da Computação 

No entanto, a formação pode variar conforme a indústria e a natureza dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa. O salário para analista de qualidade no Brasil varia entre R$1.850 e R$5.825, de acordo com estimativa do Glassdoor.

Analista de segurança da informação

Diante da ameaça de violações e ataques cibernéticos, os analistas de segurança da informação serão essenciais para proteger os dados e a infraestrutura das empresas. Suas principais funções são: 

  • Identificar vulnerabilidades;
  • Implementar medidas de proteção;
  • Responder aos incidentes de segurança.

Para atuar como analista de segurança da informação, é necessário ter formação em:

  • Ciência da Computação
  • Engenharia de Computação
  • Tecnologia da Informação 

Além da formação acadêmica, o conhecimento de práticas de segurança cibernética, como criptografia e autenticação são indispensáveis. 

Segundo o Glassdoor, o salário para analista de segurança da informação no Brasil varia entre R$3.660 e R$12.723.

Analistas e cientistas de dados

O volume de dados disponíveis tem aumentado exponencialmente, e os analistas e cientistas de dados serão responsáveis por extrair insights valiosos a partir deles. 

Esses profissionais são responsáveis por ajudar as empresas a tomar decisões informadas, identificar tendências de mercado e melhorar a eficiência operacional. Geralmente, possuem formação em áreas como:

  •  Ciência da Computação 
  •  Estatística
  •  Matemática
  •  Engenharia de Dados

O salário para analista de ciência de dados no Brasil varia entre R$7.750 e R$30.827, conforme levantamento do Glassdoor.

Engenheiro de computação em nuvem

A computação em nuvem está transformando a maneira como as empresas armazenam e acessam dados. Os engenheiros de computação da área são responsáveis por projetar e gerenciar infraestruturas em nuvem, garantindo que as empresas tenham acesso seguro e eficiente aos seus recursos

Para atuar nesse mercado, as formações indicadas são as seguintes: 

  • Engenharia da Computação 
  • Ciência da Computação
  • Engenharia de Software 

O salário de engenheiro de computação em nuvem no Brasil varia entre R$8.000 e R$32.400, segundo o Glassdoor.

Engenheiro de energia

Em um cenário cada vez mais voltado para energias renováveis e sustentabilidade, os engenheiros especializados em energia têm um papel vital no planejamento e na execução de soluções energéticas ecologicamente viáveis

A atuação abrange a criação de sistemas de energia sustentável e a redução da dependência de fontes não renováveis. Para exercer essa função, é necessário um diploma de graduação em:

  •  Engenharia de Energia
  •  Engenharia Elétrica 
  •  Engenharia Mecânica.

O salário de engenheiro de energia no Brasil, de acordo com o Glassdoor, varia entre R$9.000 e R$24.000.

Engenheiros robóticos

O avanço da automação e da robótica está efetivamente moldando a paisagem industrial. Os engenheiros especializados em robótica são os mentores por trás da concepção e do desenvolvimento de autômatos destinados a uma ampla gama de aplicações, desde linhas de produção até a prestação de cuidados médicos de vanguarda. 

Para ingressar na área, a formação acadêmica costuma ser em:

  •  Engenharia Mecatrônica 
  •  Engenharia Eletrônica
  •  Engenharia Elétrica 
  • Ciência da Computação.

O salário de engenheiro robótico no Brasil varia entre R$4.524 e R$8.158, segundo informações do Glassdoor.

Especialista de marketing digital

Em uma era em que o marketing digital se consolida como um meio de alcance estratégico, os profissionais dedicados à área assumem um papel central. 

Os especialistas em marketing digital são os arquitetos das estratégias que não apenas ajudam a aumentar a visibilidade das marcas no ambiente on-line, mas também geram leads de qualidade e melhoram a experiência do cliente. Geralmente, os profissionais têm formação em áreas, como:

  •  Marketing
  •  Comunicação
  •  Publicidade 
  •  Jornalismo

O salário de especialista de marketing digital no Brasil varia entre R$4.250 e R$18.721, de acordo com o Glassdoor.

Especialista em Inteligência Artificial

O uso da Inteligência Artificial (IA) tem se tornado cada vez mais comum em diferentes setores e atividades. Dessa forma, os especialistas da área são cada vez mais demandados.

Os profissionais projetam e implementam soluções baseadas em IA, que automatizam processos, aprimoram a tomada de decisões com base em análises de dados e promovem a eficiência operacional. 

Os especialistas em IA desenvolvem algoritmos de aprendizado de máquina, sistemas de recomendação e processamento de linguagem natural. Podem aplicar a tecnologia em áreas como:

  • Diagnósticos médicos
  • Automação industrial
  • Análise de dados complexos
  • Outras áreas

O principal objetivo é impulsionar a inovação, transformando a forma como empresas e indústrias operam. 

Para atuar como especialista de IA, as formações indicadas são: 

  • Ciência da Computação
  • Engenharia de Computação
  • Engenharia Elétrica
  • Matemática 

O salário de especialista em Inteligência Artificial no Brasil varia entre R$3.000 e R$4.024, segundo o Glassdoor.

Assessor de creators

A tendência aponta para o aumento no número de agências especializadas na gestão das carreiras de influenciadores digitais, conforme novos criadores emergem. 

Além de facilitar o processo de estabelecimento de novas parcerias com empresas, os assessores orientam de forma estratégica os criadores. Eles se envolvem na gestão detalhada das trajetórias profissionais, cuidando de aspectos que vão muito além das simples colaborações comerciais.

Existem diversas formações e especializações que podem ser interessantes para a área, como:

  • Marketing
  • Relações públicas
  • Publicidade 
  • Jornalismo
  • Gestão de negócios

De acordo com as informações do Glassdoor, a média salarial de assessor de creators no Brasil é de  R$2.510.

Qual é o futuro das profissões antigas?

Em meio a tantas transformações, é natural questionar se as profissões antigas estão fadadas a desaparecer. No entanto, a realidade é mais complexa. Embora algumas ocupações possam ser automatizadas, muitas delas passarão por uma transformação e exigirão novas habilidades. Profissões que envolvem criatividade, empatia, tomada de decisões complexas e interações humanas continuarão sendo valiosas.

Como se preparar para o futuro

Diante das mudanças no mercado de trabalho, a preparação é fundamental para manter-se relevante e aproveitar as oportunidades do futuro. Investir em cursos e formações especializadas é o melhor caminho! 

Comece agora a sua jornada com a No-code Start-Up!

Com o nosso curso FlutterFlow, você vai aprender a criar aplicativos para plataformas iOS e Android, sem a obrigação de manusear códigos complexos. Não há requisitos de conhecimento anterior, e todas as aulas são disponibilizadas de forma gratuita.

Se você preferir estimular as habilidades em desenvolvimento de software e aplicativos voltados para a web, a opção ideal é o curso Bubble. Totalmente gratuito, também proporciona a abordagem didática essencial para aqueles que estão ingressando nos estudos da programação.

Mais Artigos Blog No-Code Start-Up:

plugins premium WordPress
pt_BRPT

Super Lançamento

NoCodePRO

Todas Formações NoCode StartUp em uma única assinatura

Comece 2024 com o pé direto no maior ecossistema NoCode no Brasil! Aproveite a super oferta de lançamento!