Programador trabalhando

O Melhor Curso Low Code: Seja um desenvolvedor de apps impar

Tempo estimado de leitura: 7 minutos

A crescente necessidade de soluções tecnológicas para empresas de diversos nichos contribui para o aumento da busca por profissionais com habilidades de desenvolvimento. Quando se fala sobre o assunto, muitas pessoas podem pensar em técnicas avançadas que requerem saber a fundo sobre programação com códigos. 

E se eu te contar que existem técnicas mais simples para criar um app ou software completo?

Na realidade, a consultoria Gartner estima que mais da metade dos aplicativos desenvolvidos até 2024 serão construídos utilizando ferramentas de plataformas low-code e no-code para suprir a demanda do mercado. 

À medida que a transformação digital se torna uma parte indispensável para os negócios, a capacidade de criar soluções de software de maneira rápida e eficiente é mais valorizada. 

Então, podemos afirmar que é um bom momento para se profissionalizar. Sabendo programar sem a necessidade de códigos extensos, qualquer profissional pode criar soluções tecnológicas. 

Se ficou interessado e quer aprender mais sobre low-code, vem com a gente para entender como iniciar a sua jornada. 

Vamos te apresentar as principais plataformas para se destacar nesse campo e mostrar quais cursos oferecem o suporte necessário para atuar na área. 

Boa leitura! 

A profissão de desenvolvedor low-code

Desenvolvedor low code

Antes de ir para as dicas práticas, vamos te explicar o que realmente faz um desenvolvedor low-code. O profissional é responsável por criar soluções de software eficazes, ágeis e acessíveis para empresas de diferentes setores. 

E como isto é feito? 

Ao contrário dos desenvolvedores tradicionais que, muitas vezes, começam do zero e escrevem linhas extensas de código, no método low-code são utilizadas plataformas para simplificar o processo. 

Quando os códigos são feitos manualmente, fica difícil se concentrar em qualquer coisa além da sua complexidade. Mas quando essa parte já está resolvida, os desenvolvedores ficam livres para focar na implementação de conteúdo e na resolução de problemas de negócios. 

Há diversas ferramentas que permitem a construção de aplicativos e sistemas com uma quantidade mínima de codificação manual. Ter um profundo conhecimento em programação tradicional não é uma obrigação para utilizar plataformas low-code e no-code. 

A principal diferença entre low-code e no-code é o nível de conhecimento em codificação necessário. Enquanto o primeiro exige, pelo menos, algum nível de habilidades básicas de codificação, as plataformas no-code não requerem nenhum conhecimento prévio.

Cursos low-code: os caminhos para aprender

Agora que você já compreendeu o que os desenvolvedores low e no-code fazem, vamos às dicas práticas de como iniciar sua profissionalização. 

Estude plataformas

Conhecer as plataformas da área é o primeiro passo para começar a compreender esse universo. Alguns exemplos de ferramentas low-code são:

  • Appian
  • Nintex
  • Mendix
  • OutSystems

Já as principais ferramentas no-code incluem: 

As plataformas proporcionam aos desenvolvedores a capacidade de criar soluções modernas e escaláveis, sem a necessidade de um conhecimento especializado em programação.

Veja vídeos no Youtube

Você entendeu um pouco mais sobre as plataformas, mas sente que precisa aprofundar seus conhecimentos? Saiba que o YouTube é uma excelente fonte para aprender sobre low-code e no-code.

O canal da No-Code Start-Up oferece informações simples e didáticas para a sua jornada de conhecimento.

Faça cursos de capacitação constantemente

Com os conceitos básicos de desenvolvimento compreendidos, investir em um bom curso de capacitação é muito importante. Existem treinamentos específicos para cada uma dessas plataformas e, muitas vezes, são disponibilizados de forma gratuita e on-line. 

Na No-Code Start-Up, oferecemos cursos introdutórios para o Bubble e Futterflow. O melhor é que eles são 100% gratuitos e projetados para iniciantes. Veja alguns dos ensinamentos que você pode adquirir com as aulas: 

  • Como começar a criar apps nas plataformas;
  • Planejamento de apps;
  • Design front-end;
  • Banco de dados back-end do app;
  • Lógicas de workflows (CRUD);
  • Plugins no Bubble e FlutterFlow;
  • Conceito DRY.

Para aprofundar os conhecimentos, você pode optar por cursos mais avançados, como:

Participe de comunidades

Participar de comunidades nas redes sociais pode ser uma ótima forma de aprender e interagir com outras pessoas que estão na mesma jornada de aprendizado. Lá você pode compartilhar experiências, tirar dúvidas e ficar atualizado sobre as novidades da área. 

Você pode encontrar essas comunidades em redes, como:

Estude inglês

Na prática, você vai perceber que a maioria dos recursos, cursos e materiais sobre o assunto estão disponíveis em inglês. E nós sabemos que isso pode ser um impasse para muitas pessoas. Por esse motivo, tentamos sempre trazer conteúdo de qualidade em português aqui no nosso blog. 

Mas para seguir na profissão, é importante ter, pelo menos, um conhecimento básico do idioma para aprofundar seus estudos e buscar oportunidades internacionais. É um investimento indispensável. 

Vantagens de fazer o curso de desenvolvedor low-code 

Nesse momento, você pode estar se perguntando: “por que investir em um curso mais completo quando existem tantas opções de tutoriais no mercado?” 

Certamente, os tutoriais são uma excelente maneira de iniciar sua jornada de conhecimento para a área de desenvolvimento low-code. Porém, para se tornar um verdadeiro profissional e transformar essa prática na sua carreira, os cursos mais robustos são indispensáveis. Entenda os motivos:

Chance de crescimento profissional

Você já sabe que mais da metade dos aplicativos desenvolvidos até 2024 serão construídos utilizando ferramentas de plataformas no-code e low-code. Então, é lógico que as empresas estão, cada vez mais, à procura de profissionais que possam criar soluções ágeis e eficazes. 

Ser um desenvolvedor profissional pode ajudar a abrir inúmeras portas, inclusive fora do país. Diversas multinacionais estão contratando para trabalhos home office, e o pagamento é em dólar. 

Já pensou conseguir essa oportunidade? É possível para aqueles que têm um currículo completo e experiência na área.  

Captação de mais leads

Se profissionalizar na área pode impulsionar a captação de leads de maneira significativa. Pense na seguinte situação: uma empresa deseja criar uma landing page interativa para uma campanha específica. Com habilidades aprofundadas, você não só seria capaz de desenvolvê-la de forma rápida, mas também torná-la totalmente funcional, interativa e atraente para os visitantes.

A agilidade, certamente, é uma vantagem competitiva e ajuda na atração de uma maior quantidade de leads. 

Amplo mercado de trabalho

Já falamos sobre isso, mas vale enfatizar que o mercado de trabalho na área está em ascensão. Então, mesmo que você não consiga uma vaga perfeita de primeira, as chances de ficar desempregado são baixas. 

Ao investir em um curso mais abrangente, você estará preparado para enfrentar os desafios do mercado, conquistar posições relevantes e contribuir significativamente para o desenvolvimento de soluções inovadoras.

E aí, acha que vale a pena investir? 

Conheça as formações da No-Code Start-Up

A No-Code Start-Up oferece cursos gratuitos de Bubble e FlutterFlow com uma didática sempre atualizada e focada no seu aprendizado. 

Com as ferramentas adequadas, conhecimento e dedicação, é possível se transformar em um desenvolvedor bem-sucedido! 

Não espere mais! Inscreva-se no curso gratuito de inicialização do Bubble No-Code agora mesmo. 

Mais Artigos Blog No-Code Start-Up:

plugins premium WordPress
pt_BRPT

Super Lançamento

NoCodePRO

Todas Formações NoCode StartUp em uma única assinatura

Comece 2024 com o pé direto no maior ecossistema NoCode no Brasil! Aproveite a super oferta de lançamento!